Arquivo da tag: certeza

Amar é…

Amar é…

(Albert Camus)

sorrir por nada e ficar triste sem motivos,

é sentir-se só no meio da multidão,

é o ciúme sem sentido,

o desejo de um carinho;

é abraçar com certeza e beijar com vontade,

é passear com a felicidade,

é ser feliz de verdade!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Quando

“Quando achamos que temos todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas.” (Luiz Fernando Veríssimo ?)

Quando a vida parece estar novamente entrando nos trilhos daquilo que você sempre acreditou, vem um acontecimento inesperado e faz toda a sua certeza sobre as coisas que te cercam esvair-se.

Primeiro por alguns segundos, depois minutos e quando você cai em si mesmo vê que dias já se passaram e você ainda está lá, estagnado por aquele momento que não quer fazer o favor de deixar de assombrar seus pensamentos.

Meu avô costumava dizer que “na vida, a única certeza que temos é a morte”. Pausa para pensar. Será que ele estava certo? E acho que a resposta é sim. As pessoas são mutáveis, os momentos não duram para sempre (a não ser em nossa memória) e, por muitas vezes, só os sentimentos que você gostaria de esquecer é que ficam. E eles ficam porque aquela besteira que você fez tem a ver com aquela pessoa, a única que você não queria magoar ou deixar triste de forma alguma.

Só de imaginar aqueles olhos tristes te olhando…aquele abraço querendo dizer muito mais do que parece…o beijo rápido e o tchau mais doído que você já sentiu. Mas que lá no fuuundo você sabe que não será o último, pois acima de todas as perguntas que a vida fez está um sentimento muito maior e mais forte. Um sentimento no qual todas as últimas fichas do “jogo” foram apostadas. Um sentimento que mantém acessa a chama…

Ei, vida! A resposta que eu tenho pra você é que vou continuar lutando, pois sei que vale a pena! Vale a pena porque a resposta que mais me interessa é curta, mas é sincera, pois é ela que aparece até nos momentos difíceis: TE AMO!

"Nem sempre as coisas acontecem como queremos e nem sempre falamos o que sentimos. Sei que lhe devo desculpas..."

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized